segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Visitas de trabalho

Nós ja falava-mos mais intimamente, quer dizer muito intimamente há varias semanas, imaginavamos as posições o que farimos, como o faríamos e sempre ia-mos mostrando  umas imagens muito apetecíveis e tentadoras que me deixavam sempre com um enorme desejo, claro que as imagens era so uma desculpa porque o que me causava imenso desejo eram as conversas e a vontade que tinha em estar com voces estava cada vez maior...

Contava poder ir as vossas cidades o mais cedo possivel para poder estar com cada uma de voces, ou se pudesse ser, e ai sim iria ser muito bom, se pudesse estar ao mesmo tempo com as duas.

Uma era a C. (chamemos assim), morena, com um corpo de fazer inveja, uma cara linda, com uns ohos muito tentadores que parecem que já nos estão a comer e ainda não fizeram nada, uma boca deliciosa e linda que da vontade de beijar no momento que vimos o seu sorriso... Uns peitos medios, mas muito tentadores que da vontade de lamber, chupar e apertar... E as pernas torneadas, bem feitas, lindas, a acabarem num rabinho perfeito e redondo tal como eu gosto, bem bom para apertar e dar umas palmadas.

A outra tinha o cabelo mais claro, ligeiramente mais rechonchuda, mas com o corpo igualmente bem feito e muito proporcional. Chamemos-lhe L. Tinha uma cara linda e um sorriso contagiante, sempre me da vontade de sorrir so de olhar para a sua foto. Os olhos grandes e escuros, bem expressivos.
o seu corpo... o peito, um pouco maior que o da C., as pernas igualmente bem torneadas, o rabo igualmente redondinho e que da vontade de apertar....ai so de me lembrar de ver as duas juntas fico cheio de tesão.

Antes de começar-mos a trocar estes email's nunca imaginei, que nem uma nem outra pudessem ser assim tão liberais, até porque são as duas casadas, e sempre tive o maior respeito pelas duas, mas não posso deixar de confessar que ja tinha sonhado com cada uma umas quantas vezes...

Mas finalmente esse dia tinha chegado, eu ia para os lados da terra delas, mas não tive oportunidade de parar na terra da L. ate porque me tinha dito que não tinha ido trabalhar nesse dia, e eu não queria perder a oportunidade de ter uma desculpa para a ver frente a frente. Fui directo para o trabalho da C., eram perto das 17H e quando cheguei não estava ninguem na loja, fui, cumprimentei-a e sorrimos um para o outro, demos dois beijinhos e senti que estava-mos os dois a ficar muito envergonhados, e como ja tinha-mos falado nessa hipotese e que se  acontecesse ia ser muito chato, eu resolvi arriscar e roubar-lhe um beijo, mas arranjei uma descullpa e disse pra ela ma ajudar numa coisa nas traseiras da loja, eu entrei primeiro e assim que ela entrou no armazem, eu fikei frente a frente com ela e beijei-a nos labios, o primeiro beijo foi assim meio tremido, parecia que era o meu primeiro beijo, mas logo nos agarramos e nos começamos a beijar loucamente, meu deus como esta mulher me deixa, parace impossivel, apenas com um beijo ficar com um desejo tão grande.
Mas claro, sempre que algo é muito bom, ou está a começar muito bem, alguma coisa tinha que acontecer e ouvimos alguem chamar da frente da loja e ela teve que ir atender a cliente. Eu por sua vez não pude logo sair dali porque o meu estado não mo permitia, ou melhor o estado do meu amigo de baixo, que parecia que queria rebentar as calças.

Quando acalmei sai e fui beber água, a velha ainda estava ao balcão a ser super antipatica, mas a C tinha um sorriso nos labios como se não estivesse a ouvir nada do que lhe estava a dizer e quando os seus olhos se cruzaram com os meus, percebi que não estava mesmo a ouvir, ela tinha ficado cmg ainda a beijar-me, ao perceber isso fui interromper e disse que tinha que ir e escrevi num post it qual o hotel em que eu estava e qual o numero do quarto com o apontamento por baixo:"Jantar???"
E despedi-me, disse á velhota para se acalmar que a vida era curta, e saí.

Passado 15m estava a tomar banho no hotel um banho bem quente e relaxante, ainda a pensar no que iria acontecer e como tinha sido bom esse beijo, que ja se desejava á tanto tempo. Ouvi o meu tlm a tocar e pensei: " que se lixe não atendo, até porque ja passou da hora do trabalho", mas de seguida pensei na C. e que podia ser ela, claro que sai logo do banho enrolei-me na toalha ainda cheio de espuma e fui atender. Era mesmo ela, a perguntar se ainda era cedo para jantar, eu disse que não e disse que me tinha apanhado de toalha na mão a meio de um banho e perguntei se não queria vir ajudar-me, ao que ela respondeu: "Não, já es crescido para tomar banho sozinho, mas vai la tomar banho, fecha a porta da casa de banho e encosta a porta do quarto, a da rua. e pode ser que tenhas uma surpresa"!
- "Agora?" perguntei eu.
E do outro lado ouvi: " não ha 5 min atras" e desligou o tlm.
Como eu sou muito bem mandado, e ela sabe disso fiz exactamente o que me pediu, e pensei vem tomar banho cmg, ou então está a gozar... e demorei a tomar banho até porque queria dar tempo para ela entrar na banheira, mas como não ouvi nada e ninguem me tinha ido fazer uma visita á banheira resolvi sair para ir fechar a porta e pensei, como tinha sido uma piada de mau gosto.

Para meu espanto, acho que até me faltaram a força nas pernas e vi tudo meio enevoado, quando abri a porta da casa de banho e vi esta cena.
 A C. de joelhos na cama, algemada, de costas para a casa de banho com um cinto de ligas preto, meias pretas e soutien preto. foi quando vi outros braços a abraçarem-na havia outra pessoa á frente dela, e como eu fikei pasmado assim que sai da casa de banho olharam as duas para mim e desmancharam-se a rir pela minha cara, era a C. e a L. que estavam aos beijos....
Meu deus como eu fui estupido e perferia estar ali fora ha mais tempo em  vez do banho demorado...

Claro que fui andando direito a elas, e comecei a apreciar melhor toda a cena, elas so com roupa interior aos beijos e abaraçarem-se, quer dizer a L. a a abraçar a C. ate porque a C. estava com as mãos algemadas atras das costas. eu fui claro cumprimenta-las e  ja nem fui beijar na cara fui dar um beijo gostoso e demorado na C. e outro na L. Entretanto ja tinha umas mãos a tirarem-me a tolaha, imagino que fosse a L. porque a C. Não conseguia devido as algemas.
durante uns minutos foi mãos a passarem por todo o corpo, as minhas mãos pelo corpo das duas, as mãos da L. no meu corpo era do da C....
.eu estava tão duro tinha tanto desejo parecia que ia rebentar...
A C. Começou a queixar-se por não poder fazer mais nada por estar algemada, mas foi a L. que ordenou que ficasse calada e que fosse apreciando, mas a C tinha uma cara de quem quer mais, e fomos os dois eu e aL. deliaciarmo-nos com a C., tiramos-lhe o soutien, ficamos cada um em cada um dos seus peitos, ora lambia-mos ora mordia-mos, ora chupava-mos e beija-mos, como nos beijava-mos entre nós ora a beijava-mos a ela... chegamos ate a beijar-nos os ters  ao mesmo tempo, beijo esse que foi maravilhoso e mostrou o quanto estamos ligados entre nós.

Os meus dedos ja andavam a passear por sitios, mais intimos e quentes, tanto da C. Como da L., so me apetecia chupa-las e lambe-las, queria prova-las, parecia que estavamos todos em sintonia, a L. deitou-se e ficou com a cabeça no mei das pernas da C. e começou a lambe-la e a acaricia-la eu observei durante uns segundos, mas sabia que não podia ficar so a ver porque se não ia-me vir so de as ver... meus deus como estavam belas...
Então eu comecei por ir chupar e lamber a L. tinha um botão de prazer perfeitamente rapadinho e cheiroso, tão bom que foi senti-la na minha lingua, podia ficar horas nisso, vi que a C. estava quase a vir-se com a boca da L. e apliquei-me e explorei mais fundo aquela gruta de prazer molhada e deliciosa, os meus dedos acariciavam o clitoris, e a outra mão um dos seus peitos... quando comecei a ouvir a C. a respirar mais fundo e a gemer senti também a L. a gemer mais e a respirar mais fundo, a minha lingua estava doida por explorar essa grutinha de amor e prazer, e estava cada x mais molhada e eu fazia por chupar e beeber todos aqueles sucos maravilhosos, e acalma-mos um pouco, elas respiravam fundo, eu estava a acariciar ora uma ora outra e a beija-las...

Eu ainda nem queria acredetira que estava-mos mesmo os 3 ali naquela cama, naquele quarto...

 a L. começou a acariciar-me, não sei bem porque porque continuava tão duro como quando as vi, e eu fui lamber e chupar a grutinha da C., estava igualmente depilada e linda... Cada vez mais me parecia estar nun sonho.

Senti a lingua da L. percorrer desde os meus testiculos ate á cabeça, e la cabeça rodeou  e engoliu-o todo, meu deus que sensação maravilhosa, hum como a sua boca era maravilhosa, mas pedi para parar, porque não me ia aguentar muito tempo naquela boca tão gostosa e quente.
então coloca-mos a C. de joelhos, mas inclinada para a frente por cima da L. um que 69 maravilhoso elas começaram a fazer, eu adoro ver duas mullheres a acariciarem-se e a fazer amor, principalmente como elas o estavam a fazer. Eu coloquei-me atras da C. que como tinha as mãos bem a jeito estava a abrir o seu maravilhoso rabinho, hummm, não aguentei, nem 5 seg. e comecei a lamber e penetra-la com a minha lingua..... de vez em quando a minha lingua e a da L. roçavam uma na outra e eu ficava com o sabor delicioso que ela tinha na boca e ela ficava com o sabor doce que eu tinha.
depois coloquei-me atras da C. e a L. ao ver o meu penis ali tão perto, nem foi preciso pedir nada, ela colocou-o na boca e deixou-o bem molhadinho, e eu comecei a colocar bem á entrada daquele presente maravilhoso que era aquela coninha bem depiladinha e rosadinha, meti a cabecinha, depois parei, e depois coloquei tudo de uma so vez, mas devagar, ate sentir os meus tomates a serem chupados....
hummm como isso era bom.
Depois comecei a entrar e a sair, cada x mais rapido e depois tirei tudo, a L. nem pensou e chupouo-o todo, e voltou a meter tudo lá dentro, que quente e aperttinha que era a C., tão gostosa, melhor ainda do que tinha imaginado. depois tirei tudo e comecei a meter bem á entrada do seu cuzinho.. Parecia que não ia entrar, mas a L.. segorou-a e abrio o maximo que consegiu e eu devagar e com muito carinho fui entrando devagar, ate entar tudo, depois esperei um pouco e comecei com os vais e vens, hummmmm estava a dorar a sensação, nunca tinha penetrado nenhum cuzinho, e muito menos iria imaginar que iria ter um tão gostoso.

Neste quarto era so gemidos, e que gemidos, meu deus que bom, a L. com um grande plano destes eu ate sentia a sua respiração nos meus tomates e sentia quee stava quase a atingir o orgasmo novamente, a C. Também gemia tanto e tão alto que parecia que eram multiplos, ate que senti que elas se vinham e eu não aguentei, e atingimos o orgasmo os tres ao mesmo tempo... uauau que sensação, parecia que estavamos a voar os tres, nas nuvens...

Depois disso tiramos as algemas á C. e ficamos um pouco enrolados uns nos outros aos beijos, a acariciarmo-nos, sentia mãos por todo o corpo e não sabia dizer de quem eram, mas estava a saber muito bem, ate porque eu estava a fazer o mesmo em cada uma delas....

Ao fim de alguns minutos coi a C. quem foi começar a lamber-me e a chupar-me, não consigo dizer qual das duas bocas era melhor ate porque a L. foi fazer-lhe companhia e eu estava a dorar ter duas mulheres so para mim, claro que com essa situação ao fim de uns minutos, fikei duro novamente foi quando a L. disse que também queria que não podia ser só para a C., rimo-nos todos e ela colocou-se de 4, mas desta vez a C. ficou apenas a ver e eu comecei a  entra lentamente dentro dela, com cuidado, sentia-a molhada, muito molhada, fazia vais e vens regulares e a C. estava abraçadda a mim atras de mim, como se mesmo ela me estivesse a penetrar ou os nossos corpos fossem so um, as suas mãos acariciavam ora o meu corpo ora as costas e o rabo lindo da L..

Estivemos assim alguns minutos, depois de sentir a L. a ter um maravilhoso orgasmo. Eu deitei-me de costas e  a C. sentou-se encima de mim fazendo com que a penetrasse toda com força e muito profundamente, e a L. sentou-se na minha cara, e entre elas beijavam-se e acarivam-se mutuamente, sentia o meu sabor misturado com o da L. e estava a adorar, a C. também teve um maravilhoso orgasmo e eu disse que ja não ia aguentar muito mais, porque estava doido de tesão e desejo.... Então elas pararam e começaram novamente a fazer um 69, claro que eu fiquei apenas a apreciar... um minuto, porque ja não aguentava estar mais longe que dois cemtimetrros dos meus dois amores, e ora lambia, uma, ora beijava outra, ou vice versa.
A C. estava deitada por baixo então eu comecei a penetra-la novamente e a sentir a lingua da L. no meu penis quando saia, ai que isso deu cabo de mim, e eu vim-me na hora, estava doido de desejo...
Logo a seguir tirei e a L. Limpou o meu penis com a sua boca e chupou todos os vestigios tanto meus como da C. e eu fui fazer o mesmo com a C., mas tivenha-mos que fazer á vez, tanto eu quanto a L.. Ora lambia e chupava um, ora o outro, como a seguir nos beijavamos...

Depois fomos todos tomar banho, onde houve muitos dedos atreviso em todos os corpos, muitas linguas, muitas mãos... para depois ir-mos jantar e depois de jantar continuar-mos....
Mas isso quem sabe poderá ser outra historia.......



4 comentários:

  1. uuaaaaa......... fantastico :)

    Bjs
    SS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado SS, espero que tenhas gostado...
      Beijos fofos

      Eliminar
  2. uauuuuuuuuuuu :)

    muito bom e bem escrito, como é do teu apanágio ;)

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Laura.
      Espero que tenhas mais noticias tuas.
      Beijinhos

      Eliminar

Deixe o seu comentário. É muito importante para mim.
Obrigado.