sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Uma noite

Estavas na balada, com o teu grupo de amigas, mas tu destacaste-te do resto do grupo... eras a mais feliz, a mais alegre...claro que, nem preciso de dizer que eras também a mais bonita, e bem vestida...
Assim que passaste á minha frente no bar, fixei os meus olhos nos teus e sabia que tinhas que ser minha...
Estavas com uma roupa sexy, muito sensual, mas nada de vulgar como estavam muitas raparigas no bar..
Eu sabia que tinhas que ser minha, nao conseguia tirar os olhos de cima de ti...
Depois de algum tempo acho que tu e as tuas amigas perceberam que nao tirava os olhos de cima de ti,
disseram-te algo baixinho, e olharam todas para mim e riram... não sabia se tinha sido bom ou nao, mas desviei o olhar, talvez meio timido, meio envergonhado por ter sido apanhado, foi quando percebi que desde que os nossos olhares se cruzaram, nunca mais consegui fazer mais nada, a não ser olhar para ti, ver os teus movimentos, o teu sorriso, a forma como te deslocavas, ate a forma como olhavas para outros homens, a tua forma subtil e quase agradavel de dizer que não estavas interessada...

Tentei ver onde estavas, o que estavas a fazer, e não te vi... não podia crer, um minuto que baixei o olhar tu desapareceste, comecei a procurar-te por todo o bar, encontrei as tuas amigas noutro canto a olhar para o sitio onde estava e a rirem, não percebi, mas fikei curioso, foi quando te senti ao meu lado, e não queria acreditar que eras tão cheirosa, eras linda, o teu sorriso perfeito, as tuas formas.....estonteantes!
Devo ter feito uma cara de espanto quando olhei para ti, porque me perguntaste se estava tudo bem comigo, ao que eu respondi não... o meu coração parou no momento em que te vi!
Tu sorriste, percebi que estavas meio envergonhada, e olhaste para as tuas amigas como que a procurar força para continuares com o que tinhas vindo fazer.
Disseste:
As minhas amigas estavam a dizer que devias estar interessado numa de nós, e eu fui a escolhida para vir saber quem te cativou.
Eu não sei o que me deu, mas respondi-te que não estava interessado em ninguem do grupo, mas sim a principal do grupo, tu!
Vi que ficaste surpreendida, talvez ate meio assustada, e disseste que tinhas que ir ter com elas, mas o teu olhar, os teus gestos, e ate as tuas expressões nao diziam isso.
Eu so disse desculpa, e que tinha tido prazer em conhecer-te.
Tu sorriste e foste embora.
Pedi um wiskey cola, precisava de algo forte para me esquecer como perdi a mulher mais bonita que tinha visto.
Continuei a admirar-te mais discretamente, vi como de vez em quando olhavas para mim, ou alguem do teu grupo.

Vi um grupo de rapazes que se aproximaram de voces, pareciam ser vossos conhecidos, mas o que se aproximou de ti, tu afastate-o, mas de uma forma brusca, muito diferente dos outros, calculei que tivessem tido algum desentendimento noutro dia, comecei a ver as minhas espectativas cada vez mais longe., pensei que não iria ja ter hipotese de ficar ctg...
Estava a pedir mais um wiskey cola e ouvi a tua voz doce e suave a dizer ao meu lado que querias um tambem.

Eu sem olhar para ti disse, voltaste? Algum problema? E olhei para o outro rapaz que se estava a roer de inveja e com ar um pouco zangado.
Disseste que não que era apenas um amigo..., mas eu percebi que não era, pelo menos da parte dele não era.

Disseste que querias sair dali, se eu conhecia algum sitio simpatico para ir, e eu disse que sim, e sem pensar peguei na tua mão e disse vamos.
Creio que gostaste da minha mão, da maneira que te peguei na tua, pois senti a tua mão a apertar-me como se fosse algo que dependesse a tua vida.

Ja na rua, começamos a falar sobre tudo, perguntei quem era ele, e disse que era muito obervador...
falamos de tudo, e tinhamos andado horas, ja nao sabiamos onde estavamos, nem que horas eram, e eu perguntei se querias dormir na minha casa, disse que era perto, mas nem sabia onde estava.
antes de responderes chmei um taxi e entramos, eu disse a morada e foi quando me beijaste...

Tinha sido uma noite maravilhosa, esse teu beijo durou o tempo suficiente para eu pensar em tudo o que me tinha acontecido.
Voltamos a beijarmo-nos, demorou muito tempo, foi um beijo doce, carregado de erotismo,de sensualidade, de paixão e desejo... desejo que saltava de cada um dos nossos corpos, não me apercebi o taxi a parar a porta da minha casa, nem sei ao certo ha quanto tempo estavamos ali parados.
Paguei ao taxista e entramos em casa, no elevador voltamos a beijarmo-nos, mas agora com mais desejo, mais loucura, as tuas mãos procuravam sentir todo o meu corpo e as minhas o teu.

Saimos do elevador sem nos largar-mos, abri a porta e fomos directos para o quarto, quando chegamos ao quarto ja nenhum de nos tinha roupa, estavamos os dois nus, tu eras tão bela, com a luz do luar a inumdar o meu quarto, senti e vi todos os pormenores do teu corpo enquanto de beijava em cada um desses pormenores, sentia-te vibrar a cada passagem da minha lingua em cada milimetro da tua pele. senti que estavas muito molhada, quando comecei a beijar e a lamber o teu sexo... tão molhada.
Gemias muito, e eu gostava do que estava a ouvir e ainda mais a sentir. Tiveste um orgasmo intenso carregado de luxuria por todo o tesão que ja tinhas, começaste então a puxar-me para cima de ti, coisa que acedi e deixei que me fizesses tudo o que quisesses, adorei a forma como me acariciaste, como descobriste o meu sexo duro e doido por te sentir, mas tu querias mais, empurraste-me para a cama e ficaste por cima, começaste a beijar-me, desde o pescoço até chegares ao meu sexo louco por ti, louco pela tua boca, começaste a beija-lo a lambe-lo, estava todo rapadinho, alias como sempre, assim como tu, senti a tua lingua a percorrer os meus testiculos, a chupares um, depois o outro, e os teus labios a acariciarem o meu sexo, ias metendo tudo dentro da tua boca ate não poderes mais, e começaste com os vais e vens... hummmmmmmmmmmm
que bom, eu queria que isso durasse para sempre, comecei a virar-te ao contrario ate fazer-mos um 69 maravilhoso, adorava sentir as tuas palpitações ao mesmo tempo que tu sentias as minhas na tua boca, depois de um bom bocado, pedi para parares e para me montares, para o meteres todo dentro de ti, que era todo teu, assim fizeste, sentaste.te em cima de mim e como se fosse um cavalo a galopar, montaste-me muito, que delicioso que era ver-te assim, a minha boca perdia-se nos teus seios, e as minhas mãos a vaguearem pelo teu corpo....

Comecei a sentir que te vinhas, e acelerei os ritmos, para que te viesses mais depressa e mais intensamente, foi isso que aconteceu passado um minuto, tiveste um intenso e maravilhoso orgasmo, senti que desfalecias, que ficavas sem força, mas os nossos beijos davam-te força para continuares, e quando te meteste de 4 para mim e me pediste para eu meter bem e depois me vir em ti eu não resisti, alias como ja te tinha dito que te faria as vontades todas..
Senti o meu sexo a entrar bem devido a lubrificação que tinhas pelo orgasmo anterior, e comecei a meter um dedo no teu cuzinho, hummm que apertadinho, que delicia.
Depois comecei a meter dois estavas de tal maneira que sincronizando os dois movimentos tu irias ter outro orgasmo maravilhoso, e foi o que fiz, para que assim fosse... comecei a organizar os movimentos o meu sexo a entrar, os meus dedos a penetrarem-te e a outra mão a acariciar-te tu começaste a gemer tão alto que pensei que te estava a magoar, tiveste 3 orgasmos seguidos, sempre sem parar e ficaste sem força caiste na cama de barriga para baixo fazendo-me teu prisioneiro, devido a ter a mão debaixo de ti...
Depois eu sai e tu vieste ter cmg e qd percebeste que não tinha gozado disseste-me que não poderia ser e que agora era a minha vez... começaste a chupar-me, a lamber-me, a acariciar-me, a tua boca, as tuas mãos e a tua lingua...deixavam-me doido, eu não sabia qual era o que... ou o que me dava mais prazer...
estiveste assim alguns momentos ate que comecei a atingir o climax e me disseste que o querias na tua boca, adorei isso e vim-me dentro da tua boca, tu chupaste e lambeste tudo e qd me deixaste limpinho vieste beijar-me e ao mesmo tempo dividir o teu maravilhoso premio..
De seguida fomos tomar um banho juntos, onde novamente tu me acariaste ate ficar bem duro e tu bem molhadinha, comecei a lamber-te o cuzinho, tu adoravas e me pediste para que o metesse novamente, assim fiz, tal como estavas apenas encostei a cabecinha á tua entrada apertadinha, esse cuzinho maravilhoso, e entrei apenas um bocadinho para que te habituasses e nao te magoasses, mas logo senti o teu cuzinho a ceder e foste tu que o empurraste pra mim, eu ao sentir isso, fiz o oposto e empurrei tudo para que entrasse tudo até ao fim...
Sentiste os meus testiculos á porta da tua xaninha, que sentia como a acariciavas, e comecei a entrar e a sair, tu fazias movimentos circulares e deliciosos, quando comecei a sentir que estavas a gozar, não aguentei e gozei contigo.

Acabamos o banho e vestimo-nos, trocamos de numeros de telefone e chamei-te um taxi, disseste que iriamos encontrarmo-nos de novo e eu disse que iria ficar a espera.

Despediste-te com um beijo doce, gostoso e muito molhado e depois disseste até outra noite...

5 comentários:

Deixe o seu comentário. É muito importante para mim.
Obrigado.